Teams

GIAE

EQAVET

Links

Menu

Visitantes

+7 Certificações

RVCC de nível Secundário

Sete é um número ímpar, tal como ímpares foram as sete apresentações decorrentes dos processos de certificação, que tiveram lugar nos passados dias 26 de maio e 2 de junho. Aqui estiveram presentes sete adultos integrantes de três itinerâncias: Anabela Moura, Sandra Freixeda e Tiago Machado, integrantes da itinerância de Quintela; João da Eira, Mónica Alves e Sílvia Mateus, da itinerância de Valpaços e Paulo Bragança Rodrigues, da itinerância de Boticas.

Apesar da distância geográfica, estes adultos estiveram unidos com o mesmo objetivo – a obtenção do nível secundário de qualificação, auge dos seus processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), de âmbito escolar.

Foram 3 sessões que primaram pela riqueza das apresentações pessoais de cada um destes formandos, que nos brindaram com as suas Histórias de Vida e com as competências e saberes adquiridos através delas. Estes momentos servem ainda para certificar as validações obtidas por estes adultos, ao longo dos seus processos de RVCC, face às evidências exigíveis pelo Referencial de Competências Chave, elemento estruturante destes processos, as quais ficam registadas não só nestas Sessões de Júri como nos Portefólios Reflexivos de Aprendizagens apresentados pelos referidos formandos.

O Coordenador do CQ AEFM, Dr. José Alfredo Faustino, acompanhado pelos professores/formadores, António Santos, João Franco, José Amador Escaleira, Manuela Gomes, Paulo Fernandes, Sandra Lopes, Sónia Cunha e pela Técnica de ORVCC, Carla Nascimento, foram os membros integrantes destas sessões de Júri de Certificação, os quais se juntaram à restante equipa interna de formadores, das diversas áreas de competência chave, Carla Ferraz, Elisabete Oliveira, Gisela Santos, João Franco, José Amador Escaleira, Manuela Gomes, Manuela Simões, Manuela Tender, Nuno Costa, Paulo Fernandes, Sandra Lopes, Sónia Cunha e Virgínia Pereira, que acompanharam e integraram, nas localidades supra mencionada, os referidas adultos, durante todo o seu percurso de reconhecimento e validação de competências.

Neste sentido, fica assim registado o nosso agradecimento a todos os envolvidos nestes processos (incluindo os parceiros do nosso CQ nestas três localidades) aos quais se juntaram, tão entusiasticamente, os familiares e amigos destes adultos, que com enorme orgulho testemunharam este momento final de certificação, sendo que também eles são, muitas das vezes, os pilares, o apoio e as testemunhas mais fiéis do trabalho exímio e árduo que estes processos exigem.

Para finalizar, gostaríamos de destacar e valorizar o excelente trabalho desenvolvido por estes adultos, que com resiliência, enorme dedicação e empenho, desenvolveram, com sucesso, mesmo durante o período de pandemia, o seu percurso de RVCC, tornando-se, desde logo, bons exemplos a seguir por outros adultos que, tal como eles, pretendam completar os seus percursos escolares e que, pelos mais diversos motivos, deixaram, em seu tempo, incompletos.

Carla Nascimento

TORVC CQ AEFM

No dia 5 de junho comemora-se o Dia Mundial do Ambiente, mas o Ambiente é de todos e de todos os dias e é precisa muita Engenharia Matemática para a sua sustentabilidade! Ainda neste mês, celebram-se o dia mundial dos Oceanos e o Dia Mundial do Combate à Seca e à Desertificação, nos dias 8 e 17, respetivamente. Por isso, o desafio deste mês desafia-te a usar, de forma sustentável, a torneira dos recursos do nosso Planeta! E para modelar matematicamente as temperaturas deste mês, aí vai um dos infinitos desafios da Matemática na Natureza:

Se queres saber a temperatura ambiente e não tens termómetro, está atento ao cantar dos grilos! Olha para o relógio e conta, durante um minuto, o número de vezes que os grilos cantam. Denota esse número por n. Então, a temperatura ambiente, t, em graus Celsisus, vem dada muito aproximadamente pela expressão t=10+(n-40)/7 ou t=(n+30)/7, que representa, como sabes, uma função afim e que é conhecida por Lei de Dolbear. Ora, então, se à tua janela está um grilo que canta cerca de 103 vezes por minuto, qual é a temperatura aproximada nesse instante?

Encontra a solução no grilo da figura!

Boas férias!

No dia 20 de maio de 2022, as turmas B e C do 10º ano de Ciências e Tecnologias concretizaram uma visita de estudo a Coimbra, no âmbito das disciplinas de Biologia e Geologia e Física e Química A, lecionadas pelos professores Alcino Reis, Fernanda Azevedo, Paulo Leite e Rosália Outeiro.

A viagem decorreu sem qualquer perturbação inesperada e levou-nos diretamente ao Jardim Botânico da Universidade de Coimbra e à fascinante biodiversidade do seu enquadramento. Aí chegados, foi-nos proporcionada uma visita guiada muito instrutiva e sempre dirigida à sensibilização dos jovens para questões ligadas às temáticas ambientais e à adoção de comportamentos cívicos.  

Quando a fome já avisava que eram horas de almoçar, acomodámo-nos num patamar do Jardim Botânico, onde desfrutámos das iguarias do nosso piquenique e do convívio agradável que se estabeleceu entre os vários grupos e turmas.

Depois desta pausa de confraternização, a visita guiada continuou no Museu da Ciência, mais especificamente no Laboratório Chimico, cujo imenso espólio deixa bem evidente o seu valor histórico e científico. Par completar esta experiência, os alunos puderam manusear e experimentar alguns instrumentos do espólio visitado.

No regresso, os participantes sentiram os primeiros sinais de cansaço, mas todos continuaram afoitos e ninguém deu o dia por desperdiçado. Pelo contrário, falava-se em novas visitas e, quase em surdina, pedia-se que o malfadado Vírus nunca mais virasse a nossa vida ao avesso.

ver mais imagens …

A nossa escola de Vidago estará presente nos campeonatos nacionais de Iniciados do Desporto Escolar que decorrerão em Loulé dos dias 30 de Junho a 3 de Julho na modalidade de futsal e, portanto, já é umas das 6 melhores equipas/escolas do país nesta modalidade, escalão e género. Para isso, disputou no passado dia 27 de Maio, o campeonato regional (zona Norte) em São João da Madeira, em representação da CLDE de Vila Real e Douro (por ter sido campeã) onde defrontou as congéneres de Bragança e Côa (EBS Carrazeda de Ansiães), Viana do Castelo (EB Dr Pedro Barbosa) e Porto (Collège Lycée Français) vencedoras das suas respetivas CLDE´s e fases intermédias com Braga, Tâmega e Sousa e Douro e Vouga. Na meia final e contra o Collège Lycée Français do Porto, a vitória sorriu-nos com o resultado de 4-2, enquanto na outra meia final, Carrazeda de Ansiães superava a EBS Dr Pedro Barbosa de Ponte de Lima por 5-4 nas grandes penalidades (4-4 no tempo regulamentar). Ficavam assim automaticamente apuradas para os campeonatos nacionais as 2 finalistas, A EB de Vidago e a EBS Carrazeda de Ansiães. Numa Final Transmontana, foi melhor a equipa de Bragança e Côa, que venceu o encontro por 3 golos a 0, com o resultado ao intervalo de 1-0. Num ambiente festivo, fica o registo de mais um grande resultado da equipa de Vidago, sagrando-se vice-campeã regional de Futsal Iniciados Masculinos. Aguardemos agora pelo desempenho nos nacionais de Loulé e acalentar o sonho de voltar a ser campeã nacional (há cerca de 20 anos, conseguiu-o). Parabéns a toda a equipa.

ver mais imagens…

Contatos

Projetos