Teams

GIAE

EQAVET

Links

Menu

Biblioteca Digital

Catálogo

Recursos

Ferramentas Digitais

Biblioteca: Publicações

No passado dia 15 de junho, último dia de aulas para os 2º e 3º ciclos, decorreram as últimas atividades do calendário escolar do Clube do Desporto Escolar. Durante a manhã realizou-se a caminhada saudável, num percurso de 6 km pelas aldeias/freguesias de Vilaverde de Oura, Oura e Vidago, destinada a todos os alunos dos 2º e 3º ciclos, professores acompanhantes e assistentes operacionais de apoio à atividade. A atividade, organizada pelo grupo de educação física, permitiu percorrer trajetos em piso variado (asfalto, terra batida, calçada), integrados nas paisagens adjacentes à zona da Ribeira de Oura, pinhal e ambiente rural das várias aldeias, iniciando e culminando na E.B.2,3 de Vidago. Foi oferecido aos participantes no início e final da caminhada, água e uma peça de fruta. Participaram na atividade cerca de 80 pessoas (alunos, professores, assistentes operacionais da comunidade escolar). O nível de dificuldade foi de grau fácil. A atividade decorreu conforme o programado, sem nenhum incidente de maior. No final desta atividade, realizou-se a entrega dos prémios de mérito desportivo paralelamente à entrega dos prémios de mérito escolar da Escola de Vidago, que visou destacar os alunos e equipas que se destacaram ao longo do ano letivo no Projeto do Clube do Desporto Escolar, tendo sido entregues as medalhas do corta-mato da fase escolar decorrido em Novembro passado e as medalhas e troféus de campeões distritais e vice-campeões regionais à equipa de futsal iniciados masculinos.

De referir que algumas medalhas e troféus respeitantes às prestações individuais e coletivas dos grupos/equipas de Golfe e de Futsal já foram entregues em cerimónias protocolares anteriores das CLDE´s de Vila Real e Douro e do Tâmega durante as respetivas finais das modalidades.

O Coordenador Técnico Adjunto da E.B. Vidago regozija-se pelo envolvimento de todos os alunos que participaram no Projeto do Desporto Escolar do Agrupamento, endereça as felicitações a todos quanto conseguiram feitos inolvidáveis nas suas prestações e deseja a toda a comunidade do desporto escolar umas boas férias e que regressem no próximo ano letivo com energias renovadas para mais um ano de Projeto do Desporto Escolar.

ver mais imagens …

O professor Pedro Cavadinhas, do Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães, selecionou e acompanhou os alunos do 11º ano de escolaridade, Francisco Costa, Beatriz Arribada e Luís Gonçalves, às semifinais das Olimpíadas de Física, tendo estas decorrido nas instalações da UTAD em Vila Real, no dia 23 de abril. Os alunos Luís Gonçalves e Beatriz Arribada foram apurados para a final nacional, tendo obtido as medalhas de prata e bronze respetivamente.

No dia 28 de maio decorreu, no Departamento de Física da Universidade de Coimbra, a final nacional das Olimpíadas de Física, tendo o aluno Luís Gonçalves sido selecionado para uma preparação, a decorrer no ano letivo de 2022/2023, com vista a uma possível participação nas Olimpíadas Internacionais (Japão) e Ibero-americanas (Argentina).

As Olimpíadas de Física têm por objetivo incentivar e desenvolver o gosto pela Física nos alunos dos Ensinos Básico e Secundário, considerando a sua importância na educação básica dos jovens e o seu crescente impacto em todos os ramos da Ciência e Tecnologia. São uma atividade promovida pela Sociedade Portuguesa de Física com o patrocínio do Ministério da Educação, da Agência Ciência Viva, da Fundação Calouste Gulbenkian e da Universidade de Coimbra.

Os alunos do 6º ano e seus encarregados de educação/pais, com a colaboração dos professores de Educação Tecnológica e Educação Visual, aceitaram o desafio das professoras de Educação Musical e construíram os mais diversos INSTRUMENTOS MUSICAIS TRADICIONAIS DO MUNDO. Os trabalhos foram expostos na Escola de Vidago e na Escola Fernão de Magalhães, de 13 a 15 de junho.

Obrigada a todos pela participação e pelos belos trabalhos realizados!

Movidos pelo infinito canto de “Piçarra em Pessoa”, deu-se asas ao Projeto-DAC “PiInfinitudes em Pessoa”, que cruzou o infinito da Matemática, do π e da Poesia, bem como atividades e comemorações, particularmente, do dia Mundial da Matemática e do Pi e do dia Mundial da Poesia e que contou com a interdisciplinaridade e trabalho colaborativo, culminando na partilha de recursos, filmografia e elaboração de um e-book que compila poemas e desafios, à medida incomensurável de π e de Pessoa, πtorescamente πntados por alunos e professores e assinados com pseudónimos escolhidos pelos πterónimos que os πncelaram e que não querem mais findar o πo! Obviamente, muito foi triangulado de outras ideias e também da Internet, porque nada é inteiramente nosso, já que somos o somatório de contínuas partilhas e aprendizagens e que é essa imparável completude que mantém interminável o caminho do conhecimento!

Do infinito de π em Pessoa, este e-book te diria:

“Sou hoje o ponto de reunião de uma pequena humanidade só minha.”

e ainda que:

“Tudo vale a pena se a alma não é pequena!”

Para Saúde Mental Positiva de todos, aqui fica o e-book:

https://read.bookcreator.com/jXFc5eZJ4NxyaquKCo0ge_THBk_xzdhhmbZZ4rQ0Yik/Xo4uodurTGKgU5JWbqFtGw

Boas Férias!

Os alunos do 9.º B do Agrupamento Fernão de Magalhães surpreenderam o público com as suas performances no palco, num espectáculo que decorreu no Cineteatro Bento Martins, no serão do dia 6 de junho, no âmbito do projecto de iniciação à arte dramática dinamizado pela professora da disciplina de Teatro em parceria com o TEF – Teatro Experimental Flaviense.

A turma levou a cena quatro peças da sua autoria, correspondendo ao desafio de criarem guiões originais para posterior representação em palco e a entrega dos alunos foi reconhecida pelo público, que os aplaudiu entusiasticamente.

O espectáculo, sob o título genérico “O Palco é nosso!”, incluiu as peças “A Família”, “O Assalto”, “Problemas Familiares” e “A Herança”, e cada aluno integrou o elenco de uma destas peças, diversas na temática mas atuais e críticas, com momentos cómicos e trágicos, felizes e infelizes como a realidade que as inspirou.

Foi um orgulho testemunhar, mais uma vez, a entrega e o sentido de compromisso dos nossos alunos num projeto cultural, educativo e formativo que nos marcou a todos.

Manuela Tender

ver mais imagens …

+7 Certificações

RVCC de nível Secundário

Sete é um número ímpar, tal como ímpares foram as sete apresentações decorrentes dos processos de certificação, que tiveram lugar nos passados dias 26 de maio e 2 de junho. Aqui estiveram presentes sete adultos integrantes de três itinerâncias: Anabela Moura, Sandra Freixeda e Tiago Machado, integrantes da itinerância de Quintela; João da Eira, Mónica Alves e Sílvia Mateus, da itinerância de Valpaços e Paulo Bragança Rodrigues, da itinerância de Boticas.

Apesar da distância geográfica, estes adultos estiveram unidos com o mesmo objetivo – a obtenção do nível secundário de qualificação, auge dos seus processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), de âmbito escolar.

Foram 3 sessões que primaram pela riqueza das apresentações pessoais de cada um destes formandos, que nos brindaram com as suas Histórias de Vida e com as competências e saberes adquiridos através delas. Estes momentos servem ainda para certificar as validações obtidas por estes adultos, ao longo dos seus processos de RVCC, face às evidências exigíveis pelo Referencial de Competências Chave, elemento estruturante destes processos, as quais ficam registadas não só nestas Sessões de Júri como nos Portefólios Reflexivos de Aprendizagens apresentados pelos referidos formandos.

O Coordenador do CQ AEFM, Dr. José Alfredo Faustino, acompanhado pelos professores/formadores, António Santos, João Franco, José Amador Escaleira, Manuela Gomes, Paulo Fernandes, Sandra Lopes, Sónia Cunha e pela Técnica de ORVCC, Carla Nascimento, foram os membros integrantes destas sessões de Júri de Certificação, os quais se juntaram à restante equipa interna de formadores, das diversas áreas de competência chave, Carla Ferraz, Elisabete Oliveira, Gisela Santos, João Franco, José Amador Escaleira, Manuela Gomes, Manuela Simões, Manuela Tender, Nuno Costa, Paulo Fernandes, Sandra Lopes, Sónia Cunha e Virgínia Pereira, que acompanharam e integraram, nas localidades supra mencionada, os referidas adultos, durante todo o seu percurso de reconhecimento e validação de competências.

Neste sentido, fica assim registado o nosso agradecimento a todos os envolvidos nestes processos (incluindo os parceiros do nosso CQ nestas três localidades) aos quais se juntaram, tão entusiasticamente, os familiares e amigos destes adultos, que com enorme orgulho testemunharam este momento final de certificação, sendo que também eles são, muitas das vezes, os pilares, o apoio e as testemunhas mais fiéis do trabalho exímio e árduo que estes processos exigem.

Para finalizar, gostaríamos de destacar e valorizar o excelente trabalho desenvolvido por estes adultos, que com resiliência, enorme dedicação e empenho, desenvolveram, com sucesso, mesmo durante o período de pandemia, o seu percurso de RVCC, tornando-se, desde logo, bons exemplos a seguir por outros adultos que, tal como eles, pretendam completar os seus percursos escolares e que, pelos mais diversos motivos, deixaram, em seu tempo, incompletos.

Carla Nascimento

TORVC CQ AEFM

Contatos

Projetos